Manuel Gama (Investigador Responsável), Rui Cruz, Daniel Noversa, Joana Almada

2020

INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO DESTINADO A PROFISSIONAIS E ORGANIZAÇÕES DO SETOR CULTURAL PORTUGUÊS

Impactos da COVID-19 no setor cultural português

À medida que a COVID-19 se foi aproximando de Portugal e do setor cultural português (o que pode ser simbolicamente assinalado, com a notícia de 29 de fevereiro de 2019 de que o escritor chileno Luís Sepúlveda tinha contraído o vírus e que, na mesma altura, tinha estado presente em Portugal num grande evento literário), foi-se tornando cada vez mais claro que Portugal e o setor cultural nacional não estavam imunes à pandemia decretada pela OMS a 9 de março de 2020.

A sequência de eventos e de iniciativas que ocorreram, de forma muito rápida, na primeira quinzena de março de 2020 em Portugal, e que foram desencadeadas pelo primeiro caso positivo diagnosticado a 1 de março, revelou inequivocamente que os impactos que a situação iria provocar seriam substantivos e transformadores da sociedade portuguesa.

Este pano de fundo que concorreu para que o POLObs tenha considerado relevante e pertinente desenvolver um projeto de investigação que visa identificar e analisar alguns dos impactos da COVID-19 no setor cultural português.

O projeto visa cumprir os seguintes objetivos:

  • Aferir o impacto mediático das alterações provocadas no setor cultural português face à COVID-19;
  • Identificar o fluxo de notícias produzidas pelos municípios e pelas NUT’s 3 sobre as alterações provocadas na atividade cultural municipal e das NUT’s 3 em virtude da COVID-19;
  • Analisar as iniciativas do Ministério da Cultura, bem como de organismos e de entidades tuteladas pelo Ministério da Cultura, para enfrentar os constrangimentos provocados no setor cultural pela COVID-19;
  • Avaliar os impactos, esperados e observados, que a COVID-19 terá e teve nos profissionais e organizações do setor cultural português.

O desenvolvimento do estudo tem como base uma metodologia que conjuga uma abordagem qualitativa com uma abordagem quantitativa e integra instrumentos e técnicas diversificadas, nomeadamente um INQUÉRITO POR QUESTIONÁRIO DESTINADO A PROFISSIONAIS E ORGANIZAÇÕES DO SETOR CULTURAL PORTUGUÊS.