2CN-CLab

O 2CN-CLab (Cultural Cooperation Networks – Creative Laboratory) foi criado, no âmbito do projeto “Redes de Cooperação Cultural: Portugal europeu, lusófono e ibero-americano” (SFRH/BPD/101985/2014), com o objetivo de promover a discussão crítica e construtiva sobre as redes culturais e, desta forma, sensibilizar e potenciar a capacitação dos envolvidos para a participação qualificada em organizações desta natureza.

O 2CN-CLab foi pensado como espaço itinerante para permitir que a discussão sobre a temática das redes culturais seja mais próxima dos profissionais e das organizações do setor cultural, possibilitando uma participação mais ativa dos principais destinatários do projeto. Tendo em consideração o público-alvo, definiu-se que, para a implementação do 2CN-CLab, o mais adequado seria realizar inicialmente ações de curta duração, utilizando uma abordagem informal, exploratória e transdisciplinar, para, posteriormente, realizar ações mais prolongadas no tempo aplicando metodologias inspiradas no design thinking e na investigação-ação. O formato das ações incluídas no 2CN-CLab é muito flexível pois varia, nomeadamente, em função do contexto onde são promovidas, podendo ser: sessões mais teóricas em jeito de conferências, palestras e seminários; sessões de partilha de experiências como debates, grupos de discussão e mesas-redondas; ou sessões eminentemente práticas de formação-ação de apoio à avaliação, ao desenho e à implementação de projetos em rede.

O 2CN-CLab foi dinamizado de forma experimental no ano de 2016 na Península Ibérica com a realização, entre janeiro e dezembro, de um total de quinze ações de curta duração (regra geral meio dia), co-promovidas com catorze instituições de ensino superior e centros de investigação de Portugal e Espanha. As ações contaram com a presença de 444 estudantes, docentes, investigadores e profissionais do setor cultural originários do Brasil, Espanha, Itália, México, Polónia e Portugal.

No âmbito do 2CN-CLab 2017 realizaram-se, entre junho e dezembro, um total de dezasseis ações no Brasil (umas Jornadas e quatro Talks), em Espanha (duas Talks) e em Portugal (três Jornadas e seis Talks), que contaram com a intervenção/participação de um total de 540 estudantes, docentes, investigadores e profissionais do setor cultural.

Para o ano de 2018 está prevista a dinamização de quatro tipologias de ações, a saber:

2CN-CLab TALKs “Cultura, Redes e Política”, que visam, independentemente das entidades co-promotoras e dos locais onde decorrem, a realização de conversas informais, mas consequentes, sobre aspetos relacionados com a cultura (nos seus mais variados domínios, funções ou dimensões), com as redes (enquanto estruturas organizacionais horizontais, policentradas e multilaterais, que podem potenciar o trabalho no setor cultural) e com a política cultural (enquanto campo de ação individual e coletivo, público e privado).

2CN-CLab Working Days, que são encontros de trabalho em torno de alguns documentos, nacionais e internacionais, considerados como basilares para os profissionais do setor cultural do século XXI. A seleção dos documentos objeto dos Working Days é efetuada pela equipa do projeto em articulação com os co-promotores. Cada Working Day destina-se a um grupo restrito de 20 profissionais e futuros profissionais do setor cultural (público e/ou privado), que se reúne durante um dia para, por um lado, analisar e discutir criticamente o documento selecionado e, por outro lado, tentar identificar pontos de afinidade entre os elementos do grupo que, à luz das suas práticas e do espírito do documento e do 2CN-CLab, permitam o desenvolvimento de projetos culturais em rede ou a consolidação de projetos em curso.

Jornadas 2CN-CLab “Cultura, Cooperação e Redes”, que visam, por um lado, convocar os protagonistas do setor cultural para participarem ativamente no processo de reflexão e diálogo sobre as redes culturais através da apresentação e discussão de experiências práticas e, por outro lado, promover o diálogo entre os agentes do setor cultural. Nas Jornadas Temáticas o foco é o trabalho em rede num domínio cultural específico a selecionar pelas entidades co-promotoras e nas Jornadas Territoriais o fio condutor são as práticas de trabalho em rede num determinado território.

Programas de Formação-Ação “Redes Culturais: Cooperação e Internacionalização”, que têm a duração mínima de 128 horas (64 horas de formação + 32 horas de consultoria + 32 horas de consultoria formativa) em cada um dos territórios aderentes. Apesar de haver uma estrutura pré-definida, os programas de formação-ação são desenhados especificamente em função do contexto onde vão ser implementados.

Equipa 2CN-CLab: Manuel Gama (Coordenação Geral); Helena Sousa, Maria Immacolata Vassallo de Lopes & Xosé López Garcia (Comissão Científica); Fernanda Pinheiro (Técnica de Investigação, CECS-UM); Clemência Matos (Produção Executiva, Dois Pontos Associação Cultural).

O calendário das ações realizadas e a realizar encontra-se disponível no site do 2CN-CLab.

Para obter mais informações não hesite em contactar-nos (2cn.clab@gmail.com).