Agenda 2030 e a alimentação: um sabor com gosto de cultura

O Observatório de Políticas de Ciência, Comunicação e Cultura (PolObs/CECS), da Universidade do Minho, promove o III Seminário Alimentação e Sustentabilidade, no dia 14 de outubro, às 10h (horário de Brasília), 14h (horário de Lisboa) e 15h (horário de Maputo). O evento será no formato online, via Zoom, pela hiperligação https://bit.ly/Seminário_Agenda2030.

Sentados à mesa para discutir a relação da alimentação com a Agenda 2030 estarão os chefs brasileiros Bel Coelho e Eudes Assis, o curador da exposição Pratodomundo – comida para 10 bilhões Leonardo Menezes e ainda o diretor criativo da Agência Born, Duarte Vilaça. Os anfitriões deste encontro são os investigadores do PolObs Manuel Gama e Cynthia Luderer, ambos com experiência de investigação científica internacional na temática desta edição comemorativa ao Dia Mundial da Alimentação.

A proposta do evento é debater os aspetos culturais que envolvam a alimentação e a sustentabilidade no contexto da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. Os convidados e o público terão a oportunidade de interagir e trocar experiências ao longo da sessão.

O Seminário integra as atividades do projeto “Cultura e Desenvolvimento: Projetos Culturais e a Agenda 2030”, desenvolvido pelo PolObs.

Bel Coelho é chef do Cuia Café e do restaurante Clandestino; apresentadora dos programas Receita de Viagem e Food Connection; curadora da exposição Ounje-Alimentos dos Orixá, do Sesc Ipiranga (SP).

Eudes Assis é chef do restaurante Taioba, promotor da cultura caiçara e curador do evento Arraial Buscapé, em São Sebastião (SP).

Leonardo Menezes é curador da exposição Pratodomundo – comida para 10 bilhões, do Museu do Amanhã (RJ); doutor em Comunicação pela UFF e sócio da Guaraná Conteúdo.

Duarte Vilaça é formado em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa; fundador e diretor criativo da Born, agência responsável pelo projeto Juliana, uma nova marca da rede de supermercados portugueses Pingo Doce.